Aplicação do cimento verde é finalizada pela Proguaru na rua Miguel Biondi

Voltar para Notícias

Por Sávio Junior/Comunicação Proguaru

O segundo trecho da rua Miguel Biondi, no bairro Torres Tibagy, recebeu no último final de semana a mistura de brita graduada mais cimento verde. Ao todo, 66,5 metros da via receberam o material que faz parte do projeto experimental que utiliza resíduos de construção civil em pavimento urbano.

Os dois trechos já receberam inclusive a ação de “emulsão asfáltica”, ou seja, uma pintura no piso que tem a função de proteção do material aplicado até que recebam a capa definitiva. Os próximos passos serão a aplicação da brita graduada tratada com cimento (trecho 3) e a brita graduada simples (trecho 4). A expectativa é que, após a aplicação dos materiais, a rua Miguel Biondi seja pavimentada na primeira semana de outubro.

Após finalizar as obras, os técnicos das empresas parceiras terão a incumbência de monitorar a via durante um ano para avaliar a resistência e durabilidade dos materiais utilizados.

Cimento Verde – O cimento verde é uma tecnologia inovadora desenvolvida pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), que prevê a utilização de resíduos da construção civil e demolição (RCD) como principal matéria-prima, e que segundo especialistas, é considerado um material com ganhos econômicos e ambientais. O projeto conta com a parceria da Proguaru e da empresa Intercement.

A Usina Recicladora da Proguaru serviu como base para a mistura da brita reciclada e da brita graduada com o cimento verde. Todo o processo foi realizado com o auxílio de uma autoconcreteira cedida pela empresa Fiori do Brasil.

O desenvolvimento da nova tecnologia conta com recursos na ordem de R$ 5 milhões, oriundos de um fundo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e da InterCement.

Crédito da foto: José Renato/Comunicação Proguaru

Compartilhe esta postagem

Voltar para Notícias